Domingo, 09 de Maio de 2010

Gostava de entender o que vejo

Se ao menos o ver fosse a compreensão

Do entendimento, da sensação

Da carícia e do desejo

 

Este sentimento, esta sensação

Talvez não seja mais que imaginação

Se ao menos nos teus olhos visse

A certeza, o amor, a declaração

 

Sentimento único, simples confissão

Sou a tua liberdade

És a minha verdade

Sou aquilo que és - eterna confusão

 

Amor, desejo, paixão

Nada disso nutro por alguém

Levantei-me, olhei-te e vi

És agora parte do meu coração

 



publicado por Janinha às 22:01
mais sobre mim
Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO