Segunda-feira, 20 de Setembro de 2010

Procurei-te no jardim

Entre as flores, as árvores e o sol

Sonhei e senti

Senti e sonhei sem fim

 

Interroguei-me se existirias

Se não serias mais que mentira

Paisagem mística, miragem lírica

Poção venenosa calmamente sorvida

 

Aguardei-te e sonhei

Sonhei e sonhei

Nada mais contenta a alma

Senão tu, cruel e rude calma

 

 

Sem ti, novamente só

Existirás? Serás tu...

Apenas sentimento que o pudor não calou?

 

Ah! E és isso, a doce procura que se findou



publicado por Janinha às 19:57
mais sobre mim
Setembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO