Sexta-feira, 30 de Setembro de 2011

Continuo sem entender

Porque o entender é assim

Uma escolha insalubre

De um desejo por acontecer

 

Agora entendo...sim entendo!

Que a razão se constrói na busca

Não na procura do que é teu

Mas na doce ilusão de um meu encontrado

 

Continuo sem entender novamente

Pois no entretanto esqueci-me

De que o meu e o teu

São pó e magia de um mesmo momento



publicado por Janinha às 13:27
mais sobre mim
Setembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO